Histeroscopia diagnóstica utilizando meio de distensão líquido

A histeroscopia diagnóstica é um exame invasivo ginecológico no qual se realiza a distensão da cavidade uterina e introduz-se uma óptica para ter uma visão direta do interior do útero. A distensão da cavidade pode ser realizada através de gás carbônico ou, atualmente mais difundido, soluções como o soro fisiológico 0,9%.

A realização do exame causa muita ansiedade e apreensão por ser um exame com possibilidade de sensação dolorosa. A temperatura do soro fisiológico que é mais fria do que a temperatura corporal, pode também gerar mais desconforto durante a realização do procedimento.

Nosso grupo realizou um estudo com 64 pacientes para avaliar o grau de satisfação e percepção dolorosa, comparando o uso do soro fisiológico a temperatura ambiente e o soro fisiológico aquecido a temperatura de 37.5C durante a histeroscopia diagnóstica. A média de intensidade de dor durante o exame para as pacientes que realizaram o exame com soro a temperatura ambiente foi de 4.31, enquanto a media de intensidade de dor no grupo que utilizou soro aquecido foi de 3.84. A satisfação da paciente atingiu 85% no grupo do soro a temperatura ambiente e de 84% no grupo do soro aquecido. Após analises estatísticas, verificou-se que não houve diferença alguma entre os dois grupos, tanto em termos de satisfação quanto de intensidade de dor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *