A importância da fisioterapia uroginecológica para a saúde da mulher

Cuidar da saúde ginecológica pode ajudar a mulher a evitar problemas de saúde, além de auxiliar no diagnóstico e no tratamento de diversas doenças ginecológicas, como a endometriose. Entre os tratamentos, existe a fisioterapia uroginecológica, que traz resultados benéficos em condições clínicas variadas.

O que é a fisioterapia uroginecológica?

É uma área de especialidade da fisioterapia, que tem como foco a prevenção ou o tratamento de doenças ou transtornos que envolvem o assoalho pélvico. O assoalho pélvico é a região responsável pelo controle da urina e das fezes, e que também auxilia no suporte de órgãos pélvicos, como a bexiga.

A nomenclatura uroginecológica também diz respeito a outras áreas além da ginecológica. Na fisioterapia uroginecológica são envolvidas as áreas da urologia (que se refere ao sistema urinário), ginecologia e coloproctologia (que se refere ao sistema intestinal), pois os órgãos desses sistemas estão localizados muito próximos anatomicamente e têm relação entre si.

Como é feita a fisioterapia uroginecológica?

A indicação de fisioterapia uroginecológica ocorre após a consulta com o ginecologista, onde o profissional percebe a necessidade de encaminhar a paciente para um fisioterapeuta especializado em uroginecologia. Durante a consulta, o ginecologista avalia a estrutura física do assoalho pélvico, identificando possíveis alterações e problemas. O fisioterapeuta irá avaliar qual a condição clínica da paciente e qual a melhor terapia para ela.

A fisioterapia uroginecológica trabalha principalmente o fortalecimento do assoalho pélvico. Como mencionado anteriormente, o assoalho pélvico é responsável pela sustentação de diversos órgãos, como bexiga, reto e útero. A fisioterapia uroginecológica é baseada em exercícios e cuidados terapêuticos, com foco em problemas no sistema urinário (como incontinência urinária) podendo ser usada até mesmo para a preparação do assoalho pélvico antes do parto, indispensável para a manutenção da saúde feminina.

Uso para a prevenção de doenças

A fisioterapia uroginecológica pode ser indicada para a prevenção de diversas doenças, como por exemplo:

  • Prevenção da incontinência urinária: com os exercícios realizados nas sessões de fisioterapia uroginecológica a mulher trabalha toda a região do assoalho pélvico e assim fortalece os músculos, prevenindo a incontinência urinária.
  • Prevenção de cicatrizes após parto normal: a realização de sessões de fisioterapia uroginecológica durante o período gestacional promove um fortalecimento da região pélvica, e assim diminui o surgimento de cicatrizes ocasionadas pelo parto normal.

É importante lembrar que a prevenção é sempre o melhor remédio, por isso é muito importante se consultar regularmente com um ginecologista.

Uso em tratamentos e reabilitação

Além de ser usada na prevenção, as sessões de fisioterapia uroginecológica também são indicadas para o tratamento e para a reabilitação de doenças. Dentre as principais indicações de tratamentos podem ser citadas:

  • Endometriose: no decorrer do texto iremos abordar mais detalhadamente o uso da fisioterapia uroginecológica no tratamento da endometriose;
  • Incontinência ou retenção urinária: as sessões de fisioterapia uroginecológica também podem ser usadas para o tratamento da dificuldade para urinar, pois ocorre o fortalecimento da região do assoalho pélvico.
  • Constipação: como mencionado, o assoalho pélvico também sustenta o reto, e o seu fortalecimento pode auxiliar no tratamento das questões relacionadas com a constipação.
  • Dispareunia: trata-se de uma disfunção sexual em que a mulher sente dor antes e após a relação sexual onde há penetração. A dispareunia pode ocorrer por diversas causas, sendo que uma das partes do tratamento da disfunção consiste na realização de exercícios de fortalecimento durante as sessões de fisioterapia uroginecológica.
  • Disfunções do assoalho pélvico: essas disfunções podem acarretar em problemas para urinar, defecar e manter relações sexuais. A fisioterapia uroginecológica trabalha a coordenação e relaxamento da musculatura, assim essas disfunções e suas consequências são amenizadas.

Fisioterapia uroginecológica para endometriose

Embora a endometriose não seja uma disfunção do assoalho pélvico, mas sim o crescimento do tecido endometrial fora do endométrio, trabalhar a região pélvica promove o relaxamento de órgãos afetados pelo crescimento anormal do tecido endometrial. Isso auxilia no alívio de dores causadas pela endometriose, ajudando indiretamente no tratamento e melhorando a qualidade de vida das pacientes.

A dor pélvica é um sintoma muito comum em pacientes com endometriose. Assim, durante o tratamento da endometriose é importante queas dores sejam tratadas e a região fortalecida. A fisioterapia uroginecológica também melhora o assoalho pélvico da paciente, e no caso das pacientes com endometriose, pode corrigir disfunções que são causadas pelo crescimento anormal do tecido endometrial em outros órgãos.

Além disso, os exercícios e procedimentos que são realizados durante as sessões da fisioterapia também auxiliam a restaurar a integridade do tecido, e no caso da endometriose isso pode ser muito importante para a restauração dos tecidos acometidos pelo crescimento do tecido endometrial.

O que fazer para começar a fisioterapia uroginecológica

Como citado anteriormente, para ser encaminhada para as sessões com um fisioterapeuta uroginecológico é necessário que a paciente seja antes examinada por um ginecologista.

Agende uma consulta com profissionais especializados na área ginecológica clicando aqui.

No site do Instituto também é possível conhecer outros tratamentos relacionados a endometriose, com explicações detalhadas sobre os principais procedimentos para o tratamento da doença. Para conhecer mais sobre a endometriose, suas causas e seu tratamento, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também

Conheça outros artigos publicados pela equipe do Instituto Crispi.

Nosso blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *