Histeroscopia cirúrgica ambulatorial

A histeroscopia (visualização direta da canal cervical e cavidade uterina) é um exame diagnóstico, mas os procedimentos cirúrgicos muitas vezes utilizam o mesmo material (conjunto Bethocci) na realização dos procedimentos de retirada de pólipos, retiradas de dispositivos intra-uterinos (DIU), destruição de sinéquias, entre outros.

Há mais de 05 anos, em alguns lugares estruturados já são realizados estes procedimentos de forma ambulatorial por serem procedimentos cirúrgicos de baixa morbidade (causas capazes de produzir doença/complicação). Em muitas vezes, estes procedimentos conseguem ser realizados inclusive sem anestesia, podendo causar dor de leve a moderada, ou seja, sensação de algia suportável. Estes critérios e dados, foram baseados em diversos estudos científicos com mais de 40 estudos somente envolvendo retirada de pólipos (polipectomia) e todos confirmando a viabilidade de realizar estes procedimentos em ambiente ambulatorial. De qualquer forma, há possibilidade de fornecer a paciente uma anestesia local (paracervical) para amenizar a sensação dolorosa.

Existem ainda outros serviços, com estrutura segura onde equipe de anestesia pode realizar a sedação, onde a paciente não irá experimentar dor alguma durante o procedimento cirúrgico. A paciente é liberada apos alguns minutos (aproximadamente de 30 a 60 minutos) até que ela esteja lúcida novamente.

Evitamos assim custos desnecessários, internações e riscos maiores de contaminação hospitalar, além é claro da paciente poder restabelecer suas atividades habituais mais rapidamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *