O papel da dieta no tratamento da endometriose

Provavelmente você já ouviu falar que a alimentação equilibrada tem um papel crucial para o tratamento de doenças como diabetes e hipertensão. Mas talvez você ainda não saiba que uma dieta saudável tem papel crucial também no tratamento da endometriose.

No tratamento da endometriose, as escolhas alimentares do paciente podem beneficiar ou até mesmo prejudicar o processo. Embora muita gente associe uma dieta equilibrada com o hábito de comer pouco, quando falamos em hábitos alimentares saudáveis devemos pensar em quais alimentos estamos incluindo ou excluindo de nosso dia a dia, levando em conta a qualidade e não apenas a quantidade do que colocamos em nosso prato.

Uma dieta equilibrada, especialmente na endometriose, pode contribuir com a melhora do sistema imune, além de atuar nos principais sintomas da doença, que são: dor, irritabilidade, insônia, fadiga, edema e até mesmo infertilidade.

Alimentos inflamatórios (e que você deve evitar)

Alimentos inflamatórios afetam a saúde da paciente que possui endometriose. Por isso, a recomendação é que a paciente evite consumir em excesso esses alimentos, para amenizar os sintomas.

No entanto, é importante reforçar que se trata de uma recomendação para evitar esses alimentos nessa situação da endometriose, e que a paciente ainda pode consumir caso goste, mas em quantidades e frequência menores. Os principais alimentos que podemos citar são:

  • Alimentos processados e ultra processados: dê preferência por alimentos que são minimamente processados ou in natura, como frutas, legumes, arroz, feijão e similares. Você pode começar trocando de forma gradual um suco pronto por um suco natural feito em casa, por exemplo.
  • Adoçantes artificiais, gorduras saturadas e outros aditivos alimentares: esses alimentos podem contribuir de forma negativa com a sua saúde, e é importante que você evite o consumo deles. Evite adoçar bebidas como o café e o suco com adoçantes artificiais, pois são bebidas que acabamos consumindo ao longo do dia sem nem perceber. Você pode trocar esses adoçantes artificiais, por adoçantes naturais (em pequenas quantidades também), como o stévia.
  • Glúten: embora a recomendação para não comer glúten seja voltada para pacientes com doença celíaca, você pode reduzir alimentos que possuem essa proteína. Evite o consumo de massas, pães e bolos em excesso, substituindo por opções que não contém glúten (essa descrição costuma aparecer no verso da embalagem do alimento, geralmente com a indicação de “Não contém glúten”).
  • Soja: algumas pacientes com endometriose relatam desconforto e inchaço abdominal quando consomem soja. Para amenizar esse sintoma, uma dica é deixar a soja de molho antes de cozinhá-la, e descartar essa água no momento de levar a soja para o cozimento.

Qual o papel das vitaminas e onde você pode encontrar cada uma

As vitaminas são nutrientes essenciais para o nosso organismo, e devemos consumir regularmente de acordo com as nossas necessidades nutricionais. As principais vitaminas com as quais devemos nos atentar são:

  • Vitamina A: essa vitamina é muito importante para a imunidade e também para a reprodução, além de ter função antioxidante. Os principais alimentos de origem vegetal nos quais podemos encontrar esse nutriente são a cenoura, o mamão, a abóbora e a manga.
  • Vitamina B1: essa vitamina está envolvida com o sistema nervoso central, o consumo adequado dela é associado com diminuição de dores. Os principais alimentos nos quais podemos encontrar esse nutriente são o feijão, peixes, amendoim torrado e semente de girassol.
  • Vitamina B6: outra vitamina do complexo B que é muito importante é a B6, que tem participação na resposta imunológica, e sua deficiência é muito associada com a irritabilidade em pacientes com endometriose. Os principais alimentos nos quais podemos encontrar esse nutriente são os cereais integrais, as leguminosas (como feijão e lentilha), batata, aveia e também na banana.
  • Vitamina B12: em conjunto com as outras vitaminas do complexo B resultam em um efeito analgésico. A B12 está presente em alimentos de origem animal, como carnes, leites e ovos. Se você não consome alimentos de origem animal, procure um médico ou nutricionista, para que eles possam indicar a suplementação.
  • Vitamina E: sendo uma das vitaminas que tem papel antioxidante em nosso organismo, a vitamina E está presente em óleos vegetais (como o de soja ou milho), ovos, cereais integrais e também em sementes oleaginosas (como nozes e amêndoas).
  • Vitamina C: uma das vitaminas mais conhecidas e estudadas, a vitamina C possui papel antioxidante e também é muito importante para o sistema imune, além de reduzir o risco de infecções. Essa vitamina pode ser encontrada em alimentos como frutas cítricas (como laranja), couve, brócolis, pimentão e também a acerola.

Como adotar uma dieta equilibrada no tratamento da endometriose?

Com pequenas mudanças você pode melhorar a sua alimentação e contribuir não só para o tratamento da endometriose, mas também para prevenir diversas outras doenças. Separamos abaixo algumas dicas que vão te ajudar a adotar uma dieta equilibrada:

  1. Cada pessoa possui suas próprias necessidades nutricionais, de acordo com a sua idade e estilo de vida. A dieta ideal para o outro não é a dieta ideal para você, respeite a sua individualidade e não se guie pelo que funciona com outra pessoa.
  2. Faça refeições menores e mais variadas durante o dia: não fique longos períodos de tempo que comer, encaixando pequenas refeições durante o seu dia. Você pode aproveitar o espaço entre as refeições principais (café da manhã, almoço e jantar) para consumir frutas.
  3. Quanto mais colorido o seu prato, melhor! Inclua alimentos de diversas cores, com verduras e legumes de diversas cores. Dê preferência para os vegetais que estão na safra, pois são mais baratos e mais fáceis de encontrar.
  4. Evite alimentos ultraprocessados e processados, dando preferência para alimentos naturais ou minimamente processados. Tente substituir o biscoito recheado do lanche por uma fruta com iogurte, por exemplo.
  5. Procure fazer as suas refeições em casa, evitando comidas industrializadas e congeladas.
  6. Procure um nutricionista especializado para que ele possa montar um plano alimentar especialmente para auxiliar no tratamento da endometriose.

Grandes mudanças não começam do dia para a noite, e não seria diferente com uma alimentação saudável. Comemore cada pequeno passo dado! Para tratamento da endometriose, fale com o nossa equipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também

Conheça outros artigos publicados pela equipe do Instituto Crispi.

Nosso blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *