Single Port: a técnica cirúrgica para quem busca mais rapidez e segurança

O simples fato de cogitar a realização de uma cirurgia pode causar uma sensação de medo e desconforto em muitas pessoas. Por menor que seja a complexidade da cirurgia indicada, pensar em todo  processo pré e pós operatório pode parecer complexo e gerar grande ansiedade no paciente, e até mesmo em seus familiares.

Felizmente, as técnicas cirúrgicas estão evoluindo cada vez mais e hoje muitas cirurgias que deixavam grandes cicatrizes e demandavam um longo período de recuperação, já podem ser realizadas de forma minimamente invasiva, com um curto período de recuperação e cicatrizes muitas vezes imperceptíveis, garantindo maior segurança e conforto para a paciente.

Dentre as técnicas para realizar cirurgias minimamente invasivas, podemos destacar a técnica single port, que vem ganhando espaço no mundo cirúrgico nos últimos tempos por sua praticidade e por preservar a paciente de riscos muitas vezes desnecessários. Além disso,  quando falamos do single port, numa pequena incisão já é possível realizar desde uma laparoscopia até a remoção do útero (tratamento em muitos casos de tumores uterinos).

Como funciona a técnica

A cirurgia laparoscópica convencional é comumente feita com a realização de três a seis pequenas incisões no abdômen, em que são colocadas as pinças que serão usadas na cirurgia e a câmera de vídeo usada para visualizar os órgãos intra abdominais. Já com a técnica cirúrgica single port, a cirurgia ocorre com apenas uma incisão, realizada através do umbigo.

Embora essa técnica possua menos incisões, não há nenhum prejuízo durante a realização da cirurgia em questões de eficiência. O cirurgião consegue visualizar os órgãos intra abdominais da mesma forma que na cirurgia convencional. Entretanto, há uma maior limitação dos movimentos do cirurgião, afinal, há apenas uma incisão pequena. Por isso, o indicado é buscar por profissionais especializados nessa técnica. Dentre as principais vantagens dessa técnica cirúrgica, podemos citar:

  • Menos tempo de recuperação no pós operatório: por ser apenas uma pequena incisão, as dores no período pós operatório diminuem muito em comparação com a técnica convencional. Com isso, o processo de recuperação se torna mais rápido e menos desconfortável para a paciente.
  • Melhor recuperação estética e cicatrização: a recuperação estética da cicatriz após a cirurgia é muito melhor quando compara-se com a cirurgia convencional. Além disso, em muitos casos, a cicatriz da incisão fica imperceptível após o período de recuperação e higienização adequada.
  • Menos tempo de internação hospitalar: em muitos casos o paciente pode ter alta no mesmo dia em que realiza a sua cirurgia, podendo se recuperar no conforto de sua casa.
  • Menor risco de infecções e complicações após a cirurgia: uma das principais vantagens dessa técnica é a diminuição do risco de infecções no local da incisão, de hérnias e outras complicações.

Principais procedimentos realizados através do single port

Diversas modalidades de cirurgia podem ser realizadas utilizando a técnica single port, como por exemplo:

  • Remoção do apêndice (apendicectomia, recomendada em casos de apendicite);
  • Remoção da vesícula biliar (colecistectomia, recomendada em casos de litíase biliar mais graves);
  • Remoção do útero (conhecida como histerectomia, muita gente não imagina que esse tipo de cirurgia indicada em casos de tumores pode ser feita usando a técnica single port);
  • Remoção do ovário (indicada em casos de tumores malignos);
  • Cirurgia bariátrica (indicada para o tratamento da obesidade e de doenças metabólicas);
  • Cirurgia para a correção de hérnias;
  • Remoção de um segmento do intestino (indicada em alguns casos de câncer intestinal).
  • De forma geral, quase todos os pacientes estão aptos para a realização dessa cirurgia, embora alguns fatores possam dificultar ou inviabilizar que os pacientes façam o uso dessa técnica cirúrgica, como:
  • Pacientes com obesidade grau III (IMC > 30 kg/m²);
  • Pacientes que já realizaram outras cirurgias intra abdominais;
  • Pacientes que tiveram infecções intra abdominais anteriormente.

Sem dúvidas, a técnica cirúrgica single port oferece muitos benefícios para o paciente quando comparada com a cirurgia convencional. No entanto, é sempre bom reforçar que esses benefícios e riscos diminuídos se aplicam quando falamos de uma cirurgia realizada por profissionais especializados. O single port exige muita  prática do profissional cirurgião, pois sua mobilidade fica reduzida e ele precisa de uma maior precisão ao realizar os movimentos cirúrgicos.

Para diminuir a possibilidade de riscos operatórios e pós operatórios, e também para aumentar a segurança do paciente em todo o processo cirúrgico e de recuperação, o Instituto Crispi possui uma equipe especializada, com uma vasta experiência nesse tipo de cirurgia. Para saber mais sobre o procedimento no Instituto Crispi, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também

Conheça outros artigos publicados pela equipe do Instituto Crispi.

Nosso blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *